quarta-feira, 30 de dezembro de 2015

Adeus Ano Velho, Feliz Ano Novo!

A típica musiquinha que a gente mais escuta nessa época do ano (depois de Então é Natal e Ave Maria), mas não vou entrar nesses detalhes musicais. Na real eu estava sem ideias para por um título descente por aqui.

Hoje é dia 30 de Dezembro de 2015, estou no meu trabalho contando as horas pra almoçar viajar. Hoje vou pra Brasília, minha terra natal linda aproveitar ver os amigos e sair um pouco de São Paulo.
Meu irmão me falou uma coisa importante esses dias "você precisa sair da rota Brasilia-São Paulo, isso está te fazendo mal". Diante disso, procurei observar um pouco sobre o que ele quis dizer com isso.


Realmente, nos últimos 4 anos, eu tenho feito bastante essa rota, somente incluindo Rio de Janeiro por algumas vezes. Porém, estou aqui tentando absorver todas as vezes que viajei para que eu possa analisar se todas as vezes foram satisfatórias.

Completamente compreensível da parte do meu irmão falar sobre isso, afinal, eu era casada com um carioca em São Paulo, depois namorei um babacabrasiliense e volta e meia fico enrolada com algum paulistano. E entendo dele estar falando de sair dessa rota, acho que até ele já percebeu que eu não sei o que eu estou fazendo com minha vida.
Eu poderia citar todas as minhas conquistas que obtive esse ano, como terminei (até que enfim) mais outro curso, consegui um emprego do qual eu adoro e estou me dando super bem, conheci muitas pessoas legais e idiotas ao mesmo tempo, comprei livros e livros e livros, superei mágoas passadas, dei fim em "amizades" que me faziam muito mal e consegui correr com todos os projetos que eu tinha pra esse ano (não tinham muitos).


Esse ano também, eu briguei com muita gente, entrei em discussões pesadas que achei eram necessárias, fui em vários shows, comprei muitas coisas, fui em várias festas e baladas. Eu poderia dar nota 6 pra 2015, já que eu dei nota -5 pra 2014 e agora eu espero de verdade poder dar um 10 pra 2016, se assim ele me permitir.
Até o momento, meus planos convém em "METE AS CARAS NESSA VIDAÊ E NÃO SE ARREPENDA CARAIOWZ", mas sempre com os pés no chão.
Se eu tiver que cometer mais loucuras nessa vida, que eu cometa, antes me arrepender das coisas que fiz do que das que não fiz.

Feliz Ano Novo! :)


Postar um comentário