segunda-feira, 14 de março de 2016

Cadê a paz?

Dá pra separar a vida sem discutir política?
Desde ontem me pego pensando muito nisso, muita gente discutindo sobre política nas redes sociais, nos trabalhos, nas ruas, nos transportes públicos.
Escutei tanta coisa, li tanta coisa e fico aqui meus questionamentos como cidadã: O mundo anda tão intolerante assim ou eu que virei intolerante e não percebi?

Me peguei lembrando de tantas e várias discussões que tive tanto pessoalmente quanto virtualmente e juro que tento compreender a ignorância alheia, ou melhor, o egoísmo alheio, porém é difícil. As pessoas estão cada vez mais difíceis, não sabem mais conversar. Tudo bem que você luta por melhorias da sua classe e esquece as outras classes, mas é tão difícil assim olhar e prestar atenção nas outras classes que você não luta?

Juro que tento entender o que faz a pessoa dizer que prefere que o país afunde de vez, votando em gente extremista.
Compreendo que nosso modelo de política atual está realmente impossível de sobreviver, porém acredito que independente de partidos, qualquer um que estivesse no poder também estaria do mesmo jeito. Não tinha como fugir, esse modelo político já vem dos anos anteriores e era previsível já toda essa corrupção desenfreada.

Posso dizer que o que mais me incomoda é a pessoa que ganha mais de 10k dizendo que é contra cotas, contra bolsa-família, contra enem, contra prouni, contra o minha casa minha vida. É que é difícil ver aquela pessoa da classe baixa estudando junto com seu filho não é? Difícil também saber que eles podem pagar por um iphone, por um mac, por um tenis da nike.

Não posso acreditar num país que está dividido entre ricos e pobres com tanta gente que tem potencial, que estudou, que tem acesso a informação continuar a disseminar tanto ódio, tanta revolta. e tudo desnecessariamente.
Posso não estar discorrendo esse texto com tanta organização de fatos, pensamentos e palavras para uma leitura mais compreensiva, pois meu intuito aqui não é um texto técnico, dissertativo, argumentativo ou jornalistico. Escrevo aqui como desabafo, apenas para mim ou para quem descobrir esse lugar que eu acho um tanto secreto. Minha batcaverna!

Não vou negar que de ontem pra hoje eu tenho me decepcionado com tanta coisa ruim que li e discuti. E o que está me dando mais agonia, é que pessoas as quais eu tenho muito convívio tenham pensamentos tão grotescos, autoritários e egoístas. Estou tentando praticar o deboismo da melhor forma possível, mas está ficando difícil pra mim, tenho vontade de sair correndo e não voltar nunca mais. Me isolar no meu único mundo que julgo perfeito. Onde todos respeitam os outros, com suas cores, suas orientações sexuais, gênero, musical, religioso. Difícil querer um mundo assim?
Pois é...difícil...


Postar um comentário